03 setembro 2014

Fanatismo e Fundamentalismo Religioso Extremista

Com licença:
- afinal é ou não é meu direito acreditar
em Jesus Cristo e não acreditar na bíblia,
se assim eu desejar?
- Os protestantes dizem que não.



Fanáticos e Fundamentalistas têm travas nos olhos, como aqueles burros de carga que não conseguem ver o que está do seu lado, tem horizonte estreito, tem medo de caminhar pelos próprios pés e por isso escolhem ser levados pelas mãos de outros seres humanos que se acham acima do bem e do mal.

Fundamentalistas sofrem lavagem cerebral e nada fazem para sair do comodismo desta condição, são em essência infinitamente hipócritas, por que têm plena consciência de que estão "se encostando" na religião para encobrir seus medos, suas culpas, seus ódios, suas invejas e suas mazelas.

Fundamentalistas são seres humanos desprezíveis que querem imputar a verdade das suas crenças como se fosse a única e absoluta, e converter a todos os seres humanos a condição de miséria espiritual em que vivem, para que todos sejam pessoas tão "rasas" quanto eles.

Por que somente assim conseguem se sentir como se fossem as pessoas dignas que jamais serão. Por que precisam de mais gente para provar uma ideologia escrota e superficial, que eles resolveram adotar por preguiça de buscarem as suas verdades dentro de si mesmos, por preguiça de se trabalharem espiritualmente e moralmente. Isso requer um trabalho e um esforço de toda uma vida, coisa que eles não têm competência para fazer. Quem precisa provar algo para os outros, é por que lá no fundo não tem certeza do que está postulando.

Não entendi ainda por que aqui no Brasil, as pessoas insistem em não acreditar que estamos caminhando para um fundamentalismo tão exacerbado quanto aquele que já provocou inúmeras guerras e mortes em outros países. Lembrando que este é só mais um, dos milhares de modismos importados dos Estados Unidos. Como sempre brasileiro sem ideologia, sem personalidade, imitando feito macaco, os países “desenvolvidos”. O pior cego é aquele que não quer ver. (Edna Molina)


Entenda o que é fundamentalismo:

É o termo usado para se referir à crença na interpretação literal dos livros sagrados. Fundamentalistas são encontrados entre religiosos diversos e pregam que os dogmas de seus livros sagrados sejam seguidos à risca.

O termo surgiu no começo do século 20 nos EUA, quando protestantes determinaram que a fé cristã exigia acreditar em tudo que está escrito na Bíblia.

Mas o fundamentalismo só começou a preocupar o mundo em 1979, quando a Revolução Islâmica transformou o Irã num Estado teocrático e obrigou o país a um retrocesso aos olhos do Ocidente: mulheres foram obrigadas a cobrir o rosto e festas, proibidas.

“Para quem aprecia as conquistas da modernidade, não é fácil entender a angústia que elas causam nos fundamentalistas religiosos”, escreveu Karen Armstrong no livro Em Nome de Deus: o Fundamentalismo no Judaísmo, no Cristianismo e no Islamismo.

Conheça, abaixo, alguns grupos fundamentalistas espalhados pelo mundo.

Grupos cristãos
Pró-vida de Anápolis (BRASIL)
Objetivo: Combater o aborto em qualquer caso, o homossexualismo e o uso de preservativos.
Modo de agir: Campanhas e lobbies junto a vereadores e deputados. O grupo luta contra ações judiciais que permitem certos tipos de aborto e é reconhecido como entidade de utilidade pública por uma lei municipal de Anápolis.

Christian Voice (Voz Cristã)
Objetivo: Analisar os acontecimentos atuais sobre a ótica da Bíblia, unir Igreja e Estado na Inglaterra. "Abençoada é a nação em que Deus é o senhor", informa o site do grupo.
Modo de agir: Manifestações de oposição à União Européia e ao divórcio, ataques a clínicas de aborto e promoção da cura de homossexuais. No começo do ano, o grupo fez uma manifestação contra a tevê britânica BBC por ter apresentado o musical Jerry Springer - The Opera em que Jesus, Maria e Deus são convidados de um programa de entrevistas no inferno e Jesus diz que é gay. Telefones de funcionários da BBC foram divulgados no site do grupo para quem quisesse reclamar pessoalmente.

Universidade Bob Jones
Objetivo: Formar profissionais preparados para seguir Cristo, independentemente da carreira.
Modo de agir: Os estudantes são obrigados a participar de um curso bíblico por semestre. Proíbe namoros entre estudantes de raças diferentes e expulsa alunos homossexuais.


Kach Kahane Chai
Objetivo: Restabelecer os territórios judaicos como determina a Torá e expulsar os palestinos da região.
Modo de agir: Atentados terroristas em Israel. Em 1994, Baruch Goldstein, seguidor do Kach, matou 29 palestinos que rezavam na Caverna dos Patriarcas, em Hebron.
Al-Gama·a al-Islamiyya
Objetivo: Pela guerra santa, fazer do Egito um Estado islâmico.
Modo de agir: Ataques terroristas, em especial contra turistas. "O turismo é uma praga. As mulheres vêm vestidas em roupas provocativas para despertar o desejo dos fiéis", disse o líder Omar Abdel Rahman a um jornal israelense em 1993. Em 1997, o grupo matou 58 pessoas que visitavam o templo de Hatshepsut, um dos principais pontos turísticos do país. Também já cometeu um ataque contra o presidente egípcio Hosni Mubarak, em 1995.

Abu Sayyaf
Objetivo: O grupo, ligado à Al Qaeda, quer criar um Estado islâmico nas Filipinas.
Modo de agir: Ataques terroristas. É acusado de ter matado 100 pessoas no ataque a um barco, em fevereiro de 2004. No dia 14 de fevereiro deste ano, dia dos namorados nas Filipinas, 3 atentados à bomba mataram 11 pessoas. Os ataques seriam um presentinho para a presidente Gloria Arroyo.

Fonte: Revista Super Interessante (trechos)




Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...